terça-feira, 30 de maio de 2017

uma palavra sobre o final de semestre

Porque sim, acredite se quiser, já é final de semestre. Honestamente, acho que o final de semestre na minha faculdade começa exatamente um mês depois do início das aulas, e aí vai até o meio do ano. A nível oficial, as aulas terminam em julho, mas alguém se importa? Pelo jeito, não.

Eu me importo.

Por causa disso, a maioria das minhas matérias vai terminar no meio de junho. O que é bom, mas também significa que eu estou fazendo trabalhos finais agora. Um deles acabei de enviar, o outro é para semana que vem, e aí tenho uma semana para fazer mais dois, e depois um para a semana final de junho, e por fim um que talvez seja para julho. É, eu sem dúvida vou enlouquecer. É meu primeiro final de semestre sem a interferência da Greve, e amém por isso, mas SCRR.
(Greve com maiúscula porque é o nome próprio de uma entidade mística que ataca de tempos em tempos)

Eu anotei ideias para quatros posts para esse mês. Queria até compensar mês passado. Vai rolar? Hmmm. Acho que vamos descobrir amanhã. Eu nem tinha me tocado que amanhã era o último dia do mês até minha mãe me lembrar e eu perceber que tinha que enviar um trabalho. Porque é assim que está funcionando.
Parte do que torna o final de semestre mais suportável é reclamar a respeito.
A outra parte é dormir. Que é o que vou fazer agora.

(ノ◕ヮ◕)ノ*:・゚✧



domingo, 30 de abril de 2017

drama tecnológico

Eu até tinha ideias para postar esse mês, aí meu computador de um ano e dez dias deu problema. E ele não deu um pouquinho de problema, ele deu muito problema. Na quinta-feira do feriado de páscoa, enquanto eu tentava fazer trabalho, ele subitamente avisou que o disco rígido não podia ser encontrado e parou de ligar.


Eu só queria fazer trabalho.

Por causa da páscoa, o computador só foi para o conserto na segunda. E desde então eu espero.

Fiquei triste, mas não absolutamente deprimida/em estado de desespero. Graças ao meu bom-senso, tudo que era de maior relevância para o meu dia a dia estava salvo no Drive - inclusive, amém Drive. Todos os arquivos da faculdade e todos os arquivos de escrevinhanças. Talvez eu tenha perdido algumas imagens sobre escrever, mas entre as coisas que eu poderia ter perdido daquela pasta, essa era a melhor opção.

Aí tem as coisas que eu não abria todo dia, mas que eram importantes do mesmo jeito. Ou seja, imagens e vídeos. Ou seja, memórias.
Fazia alguns meses que eu vinha organizando essas pastas. Eu estava arrumando tudo o que tirei do meu antigo celular, tudo o que mandei para o meu email no final de 2015. Era um processo lento, mas estava acontecendo. E justamente pelas pastas estarem em mudança constante, eu pensei, "coloco no HD externo ou no drive quanto estiver pronto".
Eu não tive tempo de terminar. E agora todas as fotos e vídeos dos últimos meses desapareceram.

Minha esperança era uma ligação milagrosa dos técnicos. "Conseguimos recuperar seus arquivos!" - podia ser só uma porcentagem e eu já ficaria contente.
Mas os técnicos não ligaram. Eles mandaram email, e o email dizia que nada seria recuperado.

Eu fiquei chateada. E aí esse hipopótamo me deu forças para continuar.


E motivação para ver o que eu de fato tinha passado para o HD externo. Mais coisas do que eu esperava, para ser honesta, o que me deixou bem contente. Mas de novo, os últimos talvez seis meses desapareceram.

Pensei um pouco sobre como nem vou lembrar do que estava lá. Sobre como passei todo aquele tempo transferindo as imagens e agora elas se perderam e logo não vão significar nada. Mas é uma metáfora muito boa para a vida, então decidi parar de pensar antes de ficar deprimida.

salvem seus arquivos, pessoal. várias vezes e em vários lugares. trust no bitch.
nesse exato momento estou tentando pensar em uma forma de passar tudo que tenho no drive para o HD, porque o drive está mais atualizado e eu também não confio nele.
(ノ◕ヮ◕)ノ*:・゚✧

sexta-feira, 31 de março de 2017

Minha história com o Homem Aranha

Vou fazer um inventário. Eu tenho
-folhas de fichário do Homem Aranha
-chaveiro do Homem Aranha
-copo do Homem Aranha
-camiseta do Homem Aranha
-uma agenda com adesivos do Homem Aranha colados na capa
Disso talvez dê para chutar qual o meu super herói preferido.

Agora, essa é a parte engraçada. Eu não sei direito porque ele é meu preferido. Os primeiros filmes, com o Tobey Maguire, lançaram enquanto eu crescia, mas não gosto muito deles. Certo, que eu me lembre o primeiro é bem legal, mas a única coisa que eu lembro do segundo é o Doutor Octopus e o terceiro é simplesmente estúpido.

QUEM FOI QUE ACHOU QUE ISSO ERA UMA BOA IDEIA

O Duende Verde e o Doutor Octopus são ótimos? Com certeza. Atores bons, vilões complexos e ameaçadores, 10/10. Kirsten Dunst como Mary Jane é uma princesa? Claro! Nem me deixe começar a falar sobre o beijo de ponta cabeça, aquilo é simplesmente clássico.
Mas sei lá. Ainda não era a época de bons filmes de super heróis. A galera ainda não tinha pegado o jeito.
mais evidência de que Homem Aranha 3 foi um desastre

Acho que o que me fez gostar do Homem Aranha foram os quadrinhos, o que é divertidíssimo considerando que eu devo ter comprado bem uns três ou quatro quadrinhos de super herói durante toda a infância. Só. Eu preferia investir o dinheiro dos meus pais em Turma da Mônica enquanto relia aquelas três revistas de herói. Por acaso, uma delas era do Homem Aranha. Uma edição especial, a da morte do capitão Stacy.
Será que foi isso? Será? Não sei, mas explica bem porque eu gostei tanto dos filmes com o Andrew Garfield. Eles foram justamente a história da minha revista! Essas adaptações foram muito criticadas, mas eu penso nelas com carinho. Sem contar que o segundo filme trouxe Dane Dehaan pra minha vida, e que eles tentaram introduzir a Gata Negra, e ia ser a Felicity Jones. Então, não, eu não vou concordar com você se começar a dizer que esses filmes foram ruins.

foi ridiculamente difícil escolher uma foto

É claro que eu fiquei insatisfeita quando ouvi que eles iam começar outra série de filmes. Eu estava contente com o que estava acontecendo e de repente eles decidem partir do zero?? Pela TERCEIRA VEZ?? Reclamei bastante. Mas aí veio a esperança de que o novo Homem Aranha fosse ser o Miles Morales, não o Peter Parker, e a possibilidade me animou.
Logo fui decepcionada. Pensei em desistir dos filmes.
Aí lançou Capitão América Guerra Civil, também conhecido como Aquele Filme Maravilhoso, no qual entre outras coisas, fomos apresentados ao Homem Aranha do Peter Holland, também conhecido como O MELHOR ARANHA DE TODOS OS TEMPOS, ou pelo menos essa é a minha expectativa, que admito estar perigosamente alta. Mas o desempenho dele em Guerra Civil foi perfeito - o Spidey é daquele jeito, uma criança nerd que não cala a boca quando deveria.
Achei maravilhoso. Fiquei ansiosíssima para Homecoming. Aí percebi que se começasse a ficar animada com tanta antecedência, ia sofrer um ataque cardíaco ou um aneurisma. Diminuí um pouco o fogo, mas tanto, que quanto o trailer saiu demorei umas duas semanas para assistir. Porque sabia que depois do trailer ia começar a ficar animada de novo. Minhas previsões estavam corretas.


A ZENDAYA, AAAAAAA

OLHA COMO ELES SÃO BOBOS EU NÃO AGUENTO

O filme lança em julho. Eu vou sobreviver até lá? Quem sabe!

(ノ◕ヮ◕)ノ*:・゚✧

três séries Netflix Original que não recebem tanta atenção quanto deveriam

Colocadas na ordem em que eu as vi, e por coincidência também por tamanho

-River



Okokok, então vamos ser honestos. A Netflix faz séries baseando-se no que sabe que as pessoas gostam, e River é exatamente a série gerada por esse tipo de estatística. Dá pra saber só pela capa. Eles têm outra que é bem no mesmo estilo, Marcella, mas eu vi dois episódios de Marcella e parei. Agora vamos falar de River, que eu vi em três dias com meus pais,que me fez chorar pacas e que depois recomendei para todos os meus amigos - os dois que de fato assistiram não se decepcionaram.
Só para começar, o protagonista de River é o Stellan Skarsgard. Pronto. Já está convencido? (eu adoro o Stellan Skargard, e não é só porque ele se reproduziu combinando genes com muito sucesso)

exemplo de combinação de genes bem sucedida

Para continuar, é policial. Quem não gosta de uma boa série sobre desvendar crimes?
...eu não posso dizer muito mais sem dar spoiler. Mas digamos que o River é meio emocional e mentalmente instável, e que isso mais o ajuda do que atrapalha nos casos.
Lançou em 2015 e tem só uma temporada de 6 episódios. É uma experiência rápida e devastadora.
Ah, e depois de ver você vai chorar toda vez que ouvir essa música: 



-Dirk Gently's Holistic Detective Agency


Dirk Gently também tem um detetive como protagonista, mas ele é bem diferente de... bem, qualquer um. A primeira coisa que você precisa saber é que a série é baseada em livros do mesmo autor de O Guia do Mochileiro das Galáxias, Douglas Adams. Se você é familiarizado com a obra dele, já sabe mais ou menos o que esperar. Se você não conhece, eu te digo o que esperar: insanidade.

Certo, talvez insanidade seja um exagero, mas caótico com certeza é um adjetivo que funciona. As situações e os personagens trafegam no campo do absurdo, o humor é recorrente e inesperado e ótimo e a história gira em torno de conceitos científicos dos quais o autor se apropria e manipula para que se adequem às suas necessidades. Tem violência também. Vários sangues. Mas isso é mais um aviso do que uma advertência ou uma virtude.

Não tem graça entregar a trama, então digamos que Dirk Gently é um investigador peculiar, e que Frod-cof, Todd é uma pessoa normal arrastada para o meio de uma investigação peculiar.
Obs: Dirk Gently é profundamente precioso, Farah Black é maravilhosa e OSRIC CHAU FAZ PARTE DO ELENCO
É bem recente, do final do ano passado, então por enquanto só tem uma temporada de 8 episódios. Mas vai ter mais. Mais.

-Lovesick

curiosidade: o protagonista é o cara da esquerda, não o do meio

Eu comecei e terminei essa série semana passada. Agora estou pacientemente aguardando pela terceira temporada, que já foi confirmada, mas que deve lançar só em 2018, considerando que a anterior saiu ano passado.
Convoco a descrição oficial para introduzir a trama: "Na sua busca por amor, Dylan encontrou clamídia". O protagonista, Dylan, é uma pessoa amorzinho que só quer ser feliz para sempre, mas que é diagnosticado com clamídia antes do fim do suposto conto de fadas. O procedimento no caso de diagnóstico de doença venérea - se você é decente - é ligar e avisar seus parceiros prévios. E é isso que ele faz, e os espectadores acompanham simultaneamente histórias do seu passado e seu desenvolvimento no presente.
Também é importante dizer que Dylan tem dois melhores amigos que são co-protagonistas - Luke e Evie. Aparecem outros personagens recorrentes, mas esses não vejo necessidade de introduzir.

É engraçada e bonitinha e divertida. A trilha sonora é boa. Eu quero mais.

Netflix produz muitas coisas boas. Também produz coisas ruins (cof SHADOWHUNTERS cof), mas não precisamos falar delas.

(ノ◕ヮ◕)ノ*:・゚✧

terça-feira, 28 de março de 2017

vamos falar sobre o tempo

Eu vou falar do tempo sim e nem me importo porque estou além da humanidade faz alguns dias.

É outono faz pouco mais de uma semana, então faz sentido que o frio ainda não tenha começado. Por enquanto só tem vento e um sol que parece não saber que a estação mudou. Não sei se é impressão minha, mas o outono sempre parece ser mais frio que o inverno. Talvez seja porque acabou de ser verão, então qualquer frio fica excessivo. Bem, acho que não sou lá muito confiável. Durante o período do ano passado em que fez aquele frio recorde, eu só pensava no fundo da minha cabeça: "é, não está frio o suficiente pra acender a lareira". Depois percebi que tinha deixado passar o momento perfeito para acender a lareira. Foi menos frustrante do que surpreendente.

Aquela música famosa cantada pela Elis Regina diz que as águas de março fecham o verão. Bem, não sei vocês, mas por aqui choveu talvez dois dias no mês todo. Acho que o estoque de água esgotou em janeiro. Uma pena para a música e para as tradições. Culpa do aquecimento global.

Eu chego muito cedo na faculdade e o lugar onde tenho minhas aulas é todo aberto. Quando esfria, preciso me refugiar para não desenvolver resfriados e gripes e hipotermias, o que é uma desculpa muito boa para ficar pelo menos duas horas por dia em alguma biblioteca. A época que esse esquema vantajoso se torna necessário está chegando. Admito que estou um pouco animada.

Vi umas folhas de um tom de vermelho muito bonito talvez duas semanas atrás. Ainda não era outono, mas eram folhas de outono. Estavam no chão e tudo, mas ainda não estavam secas. Não peguei uma para guardar justamente por isso. Outras folhas da mesma árvore estavam caídas, e secas, e não tinham nada do bordô das mais novas. Eu parei por um instante e me perguntei se aquilo era uma metáfora, mas estava quase atrasada para uma aula, então deixei os pensamentos de lado e continuei andando.

Logo serão vistos animais de estimação vestidos em casacos de frio. Eu adoro essas roupinhas. Elas tornam os cachorros e gatos 70% mais abraçáveis.

Minha estação preferida é o inverno, mas o outono é uma boa introdução.

 (ノ◕ヮ◕)ノ*:・゚✧

sábado, 25 de março de 2017

Steven Universe!

Steven Universe! O que é? Uma série de desenho do Cartoon Network!


Também é algo maravilhoso.
Eu não cresci com tv por assinatura em casa. Os desenhos que assistia na infância eram os da TV Cultura, ou os que passavam na TV Globinho e no Bom Dia e Companhia. Foi inclusive graças a esse último que fui colocada em contato com meu primeiro anime - Naruto.
O fato de eu não ter tido canais de desenho não significa que eu não os ame. Tenho alguns DVDs até hoje. Aí, é claro, Netflix chegou para abençoar nossas vidas.
Além de séries e filmes e documentários, Netflix tem uma boa seleção de desenhos. Entre eles está Steven Universe, lançado em 2013 e da mesma idealizadora de Hora de Aventura, Rebecca Sugar.


Steven Universe! Sobre o que fala? Ora, sobre pedras preciosas sencientes e superpoderosas e Steven, o menino que mora com elas!
Não estou nem brincando. O Steven é filho de uma Crystal Gem (esse é o nome oficial) com um humano. (HÍBRIDO! YAY!)

Ou seja, ele tem alguns poderes com os quais não sabe lidar. Mas essa não é uma história dramática de super herói, é uma história sobre família e amor.
e músicas. têm muitas músicas legais nesse desenho. Não posso mostrar a mais legal porque seria spoiler, mas acreditem em mim.

O que vocês precisam entender é que o Steven é a criança mais preciosa de todo o universo. Você se identifica muito com as Gems, porque você também quer Abraçar e Proteger aquele pequeno humano.
Sem contar que o humor é muito inesperado e aleatório. E os assuntos dos episódios podem ser surpreendentemente pesados, e nem sempre termina com o típico final feliz, em que as coisas são 100% resolvidas e todos saem felizes. Mesmo assim, Steven Univere tem a capacidade de aquecer meu coração. A primeira temporada e seus 52 episódios estão na Netflix. O resto é preciso caçar online, que é o que estou fazendo no momento.

Ah, e preciso falar do meu personagem preferido.
O Leão.

O Leão é rosa e tem poderes mágicos e faz só o que ele quer e é essencialmente um gato gigante. Eu o amo profundamente e o Steven também.


Assistam Steven Universe. Leão recomenda.

()*:・゚

terça-feira, 28 de fevereiro de 2017

Promessas de férias

Eu prometi para mim mesma e para alguns dos meus amigos que, independente das listas, havia coisas que eu precisava assistir antes do fim das férias - que, para mim, foi sexta-feira.
Essa lista VIP era composta por Clannad, considerado um dos animes mais tristes de todos os tempos, pela nona temporada de Doctor Who, e por Heathers, a versão da Broadway de um filme da década de 90 (?) com a Winona Ryder.

Uma amiga minha viu Clannad em 2011 ou 2012. Ela disse, "você precisa ver", e eu respondi, "um dia". Um outro amigo meu viu talvez um ano depois, e ele disse, "você precisa ver", e eu respondi, "um dia". Desde então, praticamente todas as férias finjo que vou tentar assistir Clannad. Nunca cheguei nem perto.

acho legal que o protagonista nem aparece no poster oficial
Precisei de dois meses para terminar. Primeiro tentei ver três episódios todos os dias, mas não funcionou. A segunda temporada é muito melhor que a primeira e muito mais rápida de assistir. Consegui terminar no penúltimo dia de férias.

deixei o pôster da segunda temporada maior para demonstrar o quanto ela me agrada mais
Chorei muito. Fiquei com muita raiva. Foi um sucesso.

Eu fui completamente obcecada por Doctor Who de 2012 a 2014. Em 2015 fiquei ocupada demais para obcecar por qualquer coisa, então não consegui assistir à nona temporada enquanto lançava. Eu poderia ter feito isso em 2016, mas fiquei com preguiça de baixar, e na época não tinha o costume de ver online. Na verdade, minha fase Doctor Who estava se esgarçando.

Aí, é claro, conheci uma menina tão animada sobre Doctor Who quanto eu era. E ela me falou o ano todo para assistir à nona temporada - eu disse que ia ver nas férias de julho, teve greve antes das férias chegarem, mesmo assim não vi. Disse que ia ver nas férias de fim de ano. Esperei até a metade de janeiro para começar e dei intervalos imensos entre os episódios.
Chegou o penúltimo dia de férias. Faltavam seis episódios. Eu pensei, bem, vejo três hoje e três amanhã. Mas vi só dois naquele dia, e um no dia seguinte, e quando fui ver os dois últimos e cumprir meu objetivo, BAM, a internet saiu do ar. Eu estava vendo online.
Foi assim que não terminei Doctor Who até agora. Mas falta só um episódio, então termino hoje mesmo assim que encerrar esse post.


(acho que estou assim sem pressa porque a temporada nova só começa em abril)

Olha, considerando que me falaram que eu tinha que ver Heathers dez dias antes do fim das férias, é compreensível que eu não tenha nem começado a me movimentar para assistir. Eu estava ocupada com outros objetivos (terminar Harry Potter, por exemplo)


Além do mais, eu sou lenta. E a única coisa que sei sobre esse musical é que tem assassinatos.

Por algum motivo, sempre que penso nas coisas que prometi assistir fico com vontade de ver mais um episódio de Steven Universe ou de continuar a maratona de filmes do Harry Potter. Acho que isso mostra bastante sobre as minhas prioridades.

(ノ◕ヮ◕)*:・゚